Apple está desenvolvendo iWatch, relógio de pulso e smartphone

Tinham-lo Dick Tracy, Inspector Gadget e James Bond, mas logo o relógio de pulso das maravilhas poderá ser de qualquer um. Ou pelo menos quem pode/quer desembolsar o valor que a Apple vai exigir para o gadget dos seus sonhos.

O smartphone de pulso iWatch da Apple

O smartphone de pulso iWatch da Apple

De acordo com as notícias publicadas pelo The New York Times, a casa de Cupertino está trabalhando em um smartphone de pulso. Será feito de vidro curvado e utilizará o sistema operativo iOS. Talvez conterá Siri, o assistente de voz que representou a verdadeira novidade das últimas versões do IOS, mapas e até mesmo monitorar os sinais vitais do utente. Mas, mais realisticamente poderá ser usado para pagamentos em mobilidade com o software Passbook.

Ninguém comentou sobre a data em que a Apple poderia anunciar a nova jóia, mas no ano passado a Corning, empresa que produz o vidro Gorilla ultra-forte usado no iPhone, anunciou que resolveu os problemas técnicos que impediam de curvar o cristal e de ter criado vidro Willow, uma superfície de vidro tão flexível como uma folha de papel.

O nome mais provável? IWatch, é claro, e de acordo com os investidores poderia suplantar o iPhone no espaço de uma década.

Google patenteia relógio de pulso inteligente

O Project Glass ainda nem nasceu e pode estar prestes a ganhar um irmãozinho. O Google deu entrada no Escritório Central de Patentes dos EUA no pedido de registro de um novo relógio de pulso, que deverá servir de companhia para os óculos inteligentes que deverão chegar às prateleiras num futuro não tão distante.

De acordo com os documentos, o relógio do gigante da web terá uma tela sensível ao toque que poderá ser levantada, com a função de “canalizar” as diversas das informações exibidas pelos óculos, como exibição de mapas, emails ou atualizações de redes sociais.

Diversas informações poderão ser vistas acima do aro do relógio, que também exibirá dados sobre produtos, anúncios e outros recursos que podem ser bem-vindos pelos usuários.

Atualmente já existem alguns relógios de pulso inteligentes no mercado, incluindo uns que rodam o Android. Interessante mesmo é constatar que o Google procura por um acessório para fazer companhia ao Glass — este sim uma revolução — e ao mesmo tempo tenta tornar seu uso mais “lógico” para um ser humano comum, concentrando informações num único lugar.

Ainda que um pedido de patentes não signifique que o produto será lançado, resta a pergunta: somando smartphone, óculos e relógio, será que já não são gadgets demais para sair de casa?

(fonte: www.tecnoblog.net)

Um celular com formato de relógio de pulso que armazena energia solar

Os designers Seungkyun Woo e Junyi Heo criaram um celular ecológico. O Leaf tem um design tão flexível que o usuário pode colocar o celular no braço, como um relógio de pulso, e armazena energia solar.

A ideia é que ele seja útil para aqueles usuários que costumam se esquecer de recarregar a bateria do aparelho. O Leaf consegue transformar a luz do Sol em energia para o celular funcionar com bateria extra.

Para isso, o produto tem um painel solar em sua traseira. Ele gera energia suficiente para abastecer e manter o celular funcionando. Além disso, o Leaf pode ser recarregado na tomada.

O gadget também tem um design tão flexível que o usuário pode colocar o celular no braço, como uma pulseira. Ele tem as características de um modelo simples: faz chamada e troca mensagens de texto.

A ideia futurista veio do processo de fotossíntese das plantas. Segundo os desenvolvedores, o objetivo do Leaf é lembrar que as pessoas podem contribuir para a eficiência energética e ainda ajudar o meio ambiente até mesmo com o celular.

(fonte: exame.abril.com.br)